Erros comuns em gestão de RH: listamos 7 que as empresas cometem

Humanus

erros comuns em rh

Dentre as diversas áreas estratégicas que as empresas possuem, com certeza o departamento de RH é um dos mais relevantes. Esse setor está à frente de grandes responsabilidades e o seu mau desempenho se reflete rapidamente no andamento dos negócios. Pensando nisso, trouxemos uma lista contendo os erros comuns em gestão de RH que mais acometem as empresas. Boa leitura!

1. Erros comuns em gestão de RH: não realizar adequadamente o recrutamento

Um dos principais equívocos que ocorrem na gestão de RH estão relacionados ao recrutamento de novos colaboradores. Selecionar em tempo hábil um profissional dentre vários bons candidatos não é uma tarefa fácil, pois exige dedicação, tempo e expertise.

Qualquer erro que ocorra na hora da contratação se reflete diretamente no desempenho da empresa, pois são os colaboradores que fazem da empresa o que ela é. Sendo assim, buscar aquele profissional que além de ser qualificado se ajusta exatamente aos valores e a cultura organizacional da companhia não é uma tarefa fácil e demanda bons instrumentos de seleção.

Outra questão é que por falta de tempo muitas vezes a equipe de RH acaba realizando o processo de forma corrida, pois precisa preencher a vaga o quanto antes para não sobrecarregar os demais colaboradores e acabar, consequentemente, prejudicando o desempenho da empresa. No entanto uma contratação feita às pressas também acaba prejudicando os negócios.

2. Erros comuns em gestão de RH: não investir em qualificação profissional

Muitos departamentos de RH focam na contratação dos melhores profissionais disponíveis no mercado de trabalho e empregam os procedimentos mais inovadores de recrutamento, porém, após realizar a contratação, não estruturam um projeto de qualificação desses profissionais para continuar motivando o engajamento deles na empresa.

A receita básica para o sucesso de qualquer negócio é manter o colaborador estimulado com o seu trabalho e uma das maneiras mais eficazes de alcançar esse objetivo é fazer bom uso desse colaborador que já se destaca naturalmente pelas suas habilidades.

Isso ocorre, pois a capacitação proporciona grandes retornos para os negócios, já que o colaborador irá empregar todo o conhecimento adquirido para impulsionar ainda mais o crescimento da companhia.

3. Erros comuns em gestão de RH: não realizar avaliação de desempenho

Outro grande equívoco que muitos setores de RH cometem é não realizar avaliações de desempenho, ou até mesmo não empregar avaliações de desempenho que sejam de fato eficientes.

A avaliação e o monitoramento dos colaboradores é uma tarefa de suma importância que o RH deve realizar, pois é a partir desse processo que será possível reconhecer o trabalho daqueles profissionais que estão se dedicando inteiramente ao seu trabalho e dar o feedback correto para o colaborador que está apresentando alguma falha na execução de suas tarefas.

Além disso, possuir um instrumento padrão de avaliação é o recurso mais justo e transparente para monitorar e demandar dos profissionais requisitos básicos e fundamentais de trabalho, de forma a não permitir a geração de desarmonia entre a equipe.

4. Esquecer de dar o feedback

Além de aplicar um bom instrumento de avaliação de desempenho dos colaboradores, é muito importante que os gestores de RH saibam proporcionar o feedback necessário e adequado para os funcionários.

Ademais, muitas vezes o departamento de RH sabe comunicar uma parabenização, mas não sabe atuar de forma adequada diante de uma situação a qual deve orientar o colaborador a ajustar o que é necessário para obter um bom desempenho dentro da empresa.

Por isso, é muito importante que quando o feedback for “negativo”, o gestor saiba fazer isso de forma a não demonstrar uma postura punitivista, mas sim destacar diretamente o que não está indo bem e motivar o funcionário a melhorar.

5. Negligência com exames ocupacionais

Esse é um dos erros que mais podem prejudicar os negócios, pois além de se refletir no desempenho da empresa pode acarretar em problemas legais. As organizações gastam muito com exames de admissão, demissão, retorno ao trabalho (afastamento ou licença maternidade) e nas mudanças de função.

No entanto, esse gasto é necessário e a negligência na realização de exames ocupacionais pode acarretar ainda em maiores custos para as empresas. Portanto, não é nada inteligente deixar de realizar esses exames pensando que a empresa irá economizar, pois podem haver custos legais, além da imagem da empresa ficar comprometida.

6. Estabelecer metas inalcançáveis

Outro equívoco que muitas vezes alguns setores de RH cometem é determinar metas impossíveis dos colaboradores alcançarem no tempo exigido. Esse tipo de conduta acarreta no mau desempenho da empresa, na insatisfação e frustração do colaborador com o seu próprio trabalho.

Além disso, o funcionário irá se sobrecarregar tentando cumprir uma meta que exige muito dele, tanto mentalmente quanto fisicamente, e poderá estar colocando em risco a sua saúde, pois pode ocorrer o aparecimento de sintomas de estresse e ansiedade, por exemplo, que não são nada bons para o bom andamento dos negócios.

7. Má gestão do banco de horas

Por fim, mais um equívoco recorrente entre alguns departamentos de RH é a má administração do banco de horas. Assim como no caso da negligência em exames ocupacionais, a má gestão do banco, além de interferir no desempenho da empresa, pode acarretar em problemas legais.

Por exemplo, por vezes o colaborador acaba adquirindo horas extras e essas horas devem retornar para ele de alguma forma. É fundamental que a forma de administrar o banco de horas esteja clara para o funcionário e que o departamento de RH saiba oferecer alternativas menos onerosas para a empresa nesses casos, como pagar as horas extras com o aumento em férias.

Como reverter essa situação?

Como você pôde perceber, muitos dos equívocos cometidos por departamentos de RH estão relacionados com a falta de tempo e sobrecarga, que acaba por levar ao não cumprimento ou mau cumprimento de suas atividades.

Deste modo, é recomendável investir em profissionais qualificados e experientes para atuarem nesse setor, possuir uma equipe capaz de dar conta da demanda de forma ágil e eficiente, demandar e investir na capacitação desses profissionais para se atualizarem sobre as novas ferramentas de gestão de pessoas e contar com a tecnologia, pois atualmente há diversos softwares de gestão de RH capazes de aliviar a sobrecarga de trabalho no departamento e agilizar operações.

Esta foi a nossa seleção com os erros comuns em gestão de RH que mais acometem as empresas. Se você gostou deste post, continue acompanhando o nosso site e aprimorando os seus conhecimentos sobre o assunto!

Posts Relacionados

Descubra como o RH pode dar uma forcinha na saúde mental do time

5 ações de RH para intensificar o crescimento da sua empresa

Transformação digital no RH: veja como pode ajudar na otimização de processos

Como serão os profissionais do futuro?

Comentários